Visão/Missão

FAVELA DA PAZ

Modelo e Centro de Educação:
[Cultura, Comunidade, Auto-Suficiência e Educação para a Paz]

A visão da Favela da Paz é tornar-se um modelo replicável e um centro de educação para a autonomia e para a paz – tanto entre seres humanos, como entre seres humanos e o meio-ambiente.

Através das soluções para a auto-suficiência – ao nível da água, do alimento e da energia – damos exemplos para a recuperação da autonomia e da riqueza das comunidades locais. Simultaneamente, oferecemos formas concretas para cortar com a dependência de todo um sistema baseado na exploração das pessoas e do planeta.

Através da arte e da cultura, do trabalho para o fortalecimento da nossa comunidade, e da educação para a paz, trabalhamos para a criação de algo mais forte que o medo e a violência.

Vivemos hoje uma crise global que se estende do nível ecológico, até ao nível econômico e social. Como humanidade, temos de repensar as fundações da nossa forma de habitar este planeta. O trabalho de paz atual tem de oferecer respostas em todas estas áreas.

 

Mundialmente, cerca de um bilião de pessoas vive em favelas. São necessários todos os projetos que se dediquem a desenvolver soluções para transformar estes lugares em zonas ricas em cultura, em comunidades fortes e unidas, em economias locais abundantes e diversas, e em zonas onde a subsistência material das pessoas já não se encontre ligada a um sistema global, baseado na exploração de seres humanos, de animais e do planeta.

Por todo o mundo, surge uma rede de pessoas e projetos que trabalha nesta meta comum. A Favela da Paz é um ponto nessa grande rede – uma comunidade planetária que progressivamente se reconhece a si própria, estabelece laços de cooperação, e se fortalece.

 

HISTÓRIA

Há mais de 20 anos, Claudio Miranda começou a receber amigos do Jardim Ângela, São Paulo, para fazer música a partir de latas de lixo, metal e baldes, porque naquele tempo brincar com instrumentos reais estava completamente fora de questão. Nos primeiros anos da banda, a violência era a norma nas ruas do Jardim Angela – considerado na época pela ONU como um dos bairro mais violentos do mundo. Mortes e tiroteios eram comuns em seus shows e os jovens integrantes da banda sentiram a necessidade de superar a violência, criando uma alternativa positiva.

Agora eles são muito mais do que apenas uma banda. Além de fazer música juntos, como Poesia Samba Soul, eles criaram um centro cultural no meio das ruas estreitas da favela oferecendo algo que é mais atraente do que a violência: eles estão dando aos jovens uma alternativa, para o combate às drogas.

Como parte deste centro cultural, Claudio e seu grupo (Poesia Samba Soul) começaram a configurar um pequeno estúdio para gravar as bandas locais. Os membros da banda também começaram a dar aulas de música, produção de vídeo e design para os jovens, permitindo que eles se expressem através da música, arte e poesia ao invés de violência. Mas, após uma experiência internacional de Claudio na comunidade de paz de Tamera, em Portugal, e São José do Apartado, na Colômbia, sua visão tornou-se o projeto “Favela da Paz”.

A favela é um lugar onde muitas pessoas de diferentes origens culturais vivem em um espaço urbano concentrado. Com a “Favela da Paz”, o grupo Poesia Samba Soul visa criar uma comunidade de paz onde as pessoas possam viver no respeito mútuo dentro dos princípios da sustentabilidade em uma das maiores favelas de São Paulo. O projeto é multi-disciplinar com base em cinco pilares de Arte & Cultura, Ecologia, Espiritualidade, Tecnologia e Eqüidade Social, que estão interligados em todos os ramos diferentes do projeto.

A idéia é começar com a rua onde moram: a Rua 2, que tem 2.000 habitantes; mas o objetivo final é criar um modelo para a “Favela da Paz”, que pode ser replicado em outras comunidades ao redor do globo, onde a criminalidade e a violência fazem parte da vida diária.

ESTRUTURA EXISTENTE

O grupo criou um modelo de empreendedorismo social que conseguiu prosperar sem praticamente qualquer entrada externa. A banda é usada como uma forma de promover seu trabalho e gerar alguma renda. Com um capital inicial pequeno, eles foram capazes de montar um pequeno estúdio em um par de quartos em suas casas. Este estúdio é agora o principal gerador de renda para o projeto e até agora tem financiado os projetos listados abaixo.

Todos os membros fundamentais do grupo de trabalho, trabalham numa base de voluntariado. O dinheiro que vem do trabalho de estúdio é usado para pagar as despesas do projeto e cobrir as necessidades básicas dos seus membros, tais como alimentação.

Os membros da Poesia Samba Soul sempre tiveram orgulho em criar um projeto de auto-financiamento, apesar dos enormes desafios e dificuldades, e de ter recebido poucas doações durante a vida da sua actividade social. No entanto, chegou o momento em que eles precisam de mais recursos para poder ampliar os projetos existentes, iniciar novos empreendimentos e materializar a visão completa da “Favela da Paz”.

‘Favela da Paz’ é o nome do guarda-chuva de uma série de projetos existentes, bem como projetos futuros, previstos na sua comunidade. A maioria dos projetos existentes utilizam a arte e a cultura como meio de alcançar os jovens e de tornar a comunidade unida: esta é a porta através da qual a informação sobre justiça social, ecologia, tecnologia apropriada e espiritualidade pode ser transmitida.

Por todo o mundo, surge uma rede de pessoas e projetos que trabalha nesta meta comum. A Favela da Paz é um ponto nessa grande rede – uma comunidade planetária que progressivamente se reconhece a si própria, estabelece laços de cooperação, e se fortalece.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s